Você está visualizando atualmente Como plantar tomate grande em 7 passos simples e fazer deliciosas receitas de saladas

Como plantar tomate grande em 7 passos simples e fazer deliciosas receitas de saladas


Como plantar tomate grande

Como plantar tomate grande. Você sabia que o tomate é uma das hortaliças mais cultivadas e consumidas no Brasil? Ele é rico em vitaminas, minerais, antioxidantes e licopeno, um pigmento que dá a cor vermelha ao fruto e que tem propriedades anticancerígenas.

Além disso, o tomate é versátil e pode ser usado em diversas receitas, desde saladas até molhos e sopas. Mas como plantar tomate grande e saboroso em casa? Será que é preciso ter um espaço grande ou equipamentos especiais? Quais são os cuidados necessários para garantir uma boa colheita?

Portanto, neste artigo, vamos responder essas e outras perguntas, dando 7 passos simples para você plantar tomate grande e saboroso no seu quintal, jardim ou varanda. Confira!

Sumário

1. Como plantar tomate grande: Escolha a variedade certa de tomate

Antes de tudo, existem muitas variedades de tomate, cada uma com suas características de tamanho, forma, cor, sabor, resistência a pragas e doenças, tempo de maturação e produtividade. Algumas das mais conhecidas são:

  • Tomate cereja: pequeno, redondo, doce e ideal para saladas e petiscos.
  • Tomate italiano: alongado, firme, com poucas sementes e ótimo para molhos e conservas.
  • Tomate caqui: grande, achatado, suculento e bom para sanduíches e saladas.
  • Tomate débora: médio, redondo, uniforme e versátil para diversos usos.

Para plantar tomate grande e saboroso, você deve escolher uma variedade que se adapte ao seu clima, solo e espaço disponível. Você pode comprar as sementes ou as mudas em lojas especializadas ou em feiras livres. Prefira as mudas que estejam saudáveis, sem manchas ou pragas.

2. Prepare o solo e o local de plantio

O tomate é uma planta que gosta de sol pleno, ou seja, precisa receber pelo menos 6 horas de luz solar direta por dia. Por isso, escolha um local que seja bem iluminado e arejado. Evite locais sombreados ou com ventos fortes.

O solo deve ser fértil, bem drenado e rico em matéria orgânica. Você pode preparar o solo misturando terra comum com composto orgânico, húmus de minhoca ou esterco curtido. Você também pode adicionar um pouco de calcário para corrigir a acidez do solo, que deve ficar entre 5,5 e 6,5.

Plante as mudas de tomate em canteiros no chão ou em vasos, jardineiras ou sacos plásticos. O importante é que o recipiente tenha pelo menos 30 cm de profundidade e furos na parte inferior para drenar o excesso de água. O espaçamento entre as plantas deve ser de 50 cm a 1 metro, dependendo da variedade.

3. Faça o transplante das mudas

Faça o transplante das mudas quando elas tiverem entre 15 e 20 cm de altura. O melhor horário para fazer o transplante é no final da tarde ou em dias nublados, para evitar o estresse das plantas.

Para fazer o transplante, faça um buraco no solo do tamanho da raiz da muda. Retire a muda do recipiente onde ela estava com cuidado, sem danificar as raízes. Coloque a muda no buraco e cubra com terra até a altura do colo (a parte onde o caule se junta à raiz). Aperte levemente a terra ao redor da muda e regue bem.

4. Regue e adube regularmente

O tomate precisa de água para crescer e produzir bem. Regue as plantas preferencialmente pela manhã ou à noite, evitando molhar as folhas e os frutos. A frequência da rega depende do clima e do tipo de solo, mas em geral deve ser de 2 a 3 vezes por semana, mantendo o solo úmido, mas não encharcado.

O tomate também precisa de nutrientes para se desenvolver. Adube a cada 15 dias, usando um adubo orgânico líquido, como o chorume de esterco ou o biofertilizante. Você pode aplicar o adubo na rega ou borrifar nas folhas. Evite usar adubos químicos, que podem prejudicar a qualidade e o sabor dos frutos.

5. Poda das plantas

O tomate é uma planta trepadeira, que precisa de um suporte para se sustentar e evitar que os frutos toquem o solo e apodreçam. Você pode usar estacas, arames, cordas ou treliças para tutorar as plantas, amarrando-as com cuidado para não machucá-las.

A poda é uma técnica que consiste em retirar algumas partes da planta, como folhas, ramos ou flores, para melhorar a circulação de ar, a incidência de luz e a distribuição de nutrientes. A poda deve ser feita com uma tesoura ou uma faca bem afiada e limpa, cortando na base do ramo.

As partes que devem ser podadas são:

  • Os brotos laterais que crescem na axila das folhas (chamados de ladrões), pois eles competem com os frutos por água e nutrientes.
  • As folhas inferiores que ficam próximas ao solo, pois elas podem favorecer o aparecimento de fungos e doenças.
  • As flores e os frutos em excesso, pois eles podem sobrecarregar a planta e reduzir o tamanho e a qualidade dos demais.

6. Proteja as plantas de pragas e doenças

O tomate é uma planta suscetível a diversas pragas e doenças, que podem comprometer a sua produção e qualidade. Algumas das mais comuns são:

  • Pulgões: são insetos sugadores que se alimentam da seiva das plantas, causando deformações, queda de folhas e transmissão de vírus.
  • Lagartas: são larvas de borboletas ou mariposas que devoram as folhas e os frutos das plantas, causando perfurações e danos estéticos. Elas podem ser controladas com produtos biológicos, como o Bacillus thuringiensis ou o nim.
  • Ácaros: são aracnídeos microscópicos que se alimentam das células das plantas, causando manchas amareladas, secas ou prateadas nas folhas. Eles podem ser controlados com acaricidas naturais, como o enxofre ou o alho.
  • Fungos: são microorganismos que se desenvolvem em condições de umidade e temperatura elevadas, causando manchas escuras, murcha ou podridão nas folhas, caules ou frutos. Eles podem ser controlados com fungicidas naturais, como o bicarbonato de sódio ou o leite.

Para prevenir as pragas e doenças, é importante manter as plantas saudáveis, bem nutridas e irrigadas. Também é recomendável fazer uma rotação de culturas, evitando plantar tomate no mesmo local por mais de dois anos seguidos. Além disso, é bom fazer uma inspeção periódica nas plantas, removendo as partes afetadas e eliminando os insetos manualmente.

7. Colha os frutos na hora certa

Em geral, o tempo entre o plantio e a colheita varia de 60 a 120 dias, dependendo da variedade.

Para colher o tomate, você deve cortar o pedúnculo (o cabinho que liga o fruto ao caule) com uma tesoura ou uma faca bem afiada e limpa. Evite puxar ou torcer o fruto, pois isso pode danificar a planta ou causar ferimentos nos dedos. Colha os frutos pela manhã ou à noite, quando eles estão mais frescos e hidratados.

Em resumo, plantar tomate grande e saboroso em casa não é tão difícil quanto parece. Com as dicas que demos neste artigo, você pode ter uma horta produtiva e saudável, sem gastar muito dinheiro ou tempo. Visto que além de economizar na feira, você ainda vai saborear um tomate orgânico, livre de agrotóxicos e cheio de benefícios para a sua saúde.

Siga Receitinhas da Vovó Ana no Google Notícias e receba as melhores receitas que estão bombando no momento em primeira mão.

Veja também outras deliciosas receitas:

Veja mais receitas rápidas e práticas

Enfim, compartilhe nosso conteúdo!!

Quantas estrelas ⭐ ⭐ ⭐ ⭐ ⭐esta receita merece?

Esta publicação Como plantar tomate grande em 7 passos simples e fazer deliciosas receitas de saladas foi referenciada pela primeira vez no blog Receitinhas da Vovó Ana.

Visited 13 times, 1 visit(s) today