Você está visualizando atualmente Samambaia-Canguru, Beleza E Versatilidade Para Vasos Suspensos

Samambaia-Canguru, Beleza E Versatilidade Para Vasos Suspensos

  • Categoria do post:Jardinagem / RDA

Folhas verdes da Samambaia-canguru, Microsorum Diversifolium

Se você procura por uma planta para vasos suspensos, elegante, de sombra e fácil de cuidar, a Samambaia-canguru pode ser uma escolha acertada. Ela deixa o vaso cheio com seu formato desalinhado e suas folhas bipartidas.

Sumário

Sobre a Samambaia-Canguru (Microsorum Diversifolium)

A Samambaia-canguru, de nome científico Microsorum Diversifolium, é uma planta perene, rizomatosa e que tem sua origem nas florestas úmidas da Austrália.

Ela pertence à família Polypodiaceae, a mesma da samambaia Chifre-de-veado, a qual já comentamos no site anteriormente, também nativa da Austrália e países asiáticos.  

A Samambaia-canguru cresce de forma baixa e espalhada, o que favorece seu cultivo também como planta para forração. Isso porque seus rizomas resistentes e fortes permitem uma grande ramificação, gerando muitos brotos na superfície. Elas podem chegar a 30 cm de altura.

Suas folhas são firmes, espessas, planas e com recortes profundos, além disso, os tons variam do verde-claro ao escuro, dependendo da luminosidade disponível no local de cultivo.

Elas possuem uma linha de soros amarronzados em cada lado da nervura central. Os soros são característicos da maioria das samambaias e responsáveis pela liberação dos esporos.

Como Cuidar da Samambaia-Canguru

Assim como grande parte das samambaias, a Samambaia-canguru é nativa de florestas úmidas e quentes. Isso faz com que ela prefira ambientes sombreados e constantemente umedecidos.

Luz e Temperatura

A Samambaia-canguru é uma planta que se adapta bem dentro de casa, desde que exista uma boa quantidade de luz indireta disponível. Nesse sentido, em ambientes internos procure posicionar o vaso próximo às janelas e varandas.

O cultivo em vasos suspensos deve seguir a mesma ideia em relação à luminosidade. Sendo assim, fique atento à altura. Os vasos suspensos colocados muito próximos ao teto, limitam a chegada de luz e podem prejudicar o cultivo da sua samambaia.

Por outro lado, se pretende cultivar sua Samambaia-canguru em jardins ou varandas ensolaradas, evite deixá-la exposta diretamente à luz solar. Isso porque a luz direta do sol, por muitas horas, pode ressecar e danificar suas folhas. A temperatura ideal para esta planta é entre 15° e 25° Celsius, sendo tolerante a temperaturas um pouco mais frias.

Rega e Substrato

A Samambaia-canguru requer um alto nível de umidade e regas frequentes, especialmente em dias mais quentes e secos. Certifique-se de que o substrato esteja sempre com um pouco de umidade, mas não permita o encharcamento. A dica é regar a planta quando o substrato ainda não estiver totalmente seco ao toque.

Esta samambaia pode ser cultivada em substrato composto por terra vegetal rica em nutrientes e húmus de minhoca. É importante que o solo seja bem drenado, para evitar o acúmulo de água nas raízes da samambaia.

Adubo

Para manter a Microsorum Diversifolium ou Samambaia-canguru saudável e com um bom crescimento, é importante adubar regularmente. Se possível, dê sempre preferência ao adubo orgânico, como húmus de minhoca e Bokashi, que pode ser aplicado a cada três meses.

Também é possível utilizar adubos inorgânicos diluídos em água, aplicando a solução a cada quatro semanas.

Enfim, a Samambaia-canguru é uma planta de cultivo descomplicado, que requer um pouco mais de atenção apenas quanto à umidade. Com sua folhagem exuberante, ela decora com sucesso ambientes internos e varandas.

E se você gosta de samambaias e quer conhecer outras espécies interessantes, leia nosso outro artigo sobre a Samambaia Trepadeira Ou Stenochlaena Tenuifolia.

Veja Também:

Gostou das dicas sobre a Samambaia-canguru? Conte nos comentários se você já conhece e cultiva uma dessas em casa. Logo em seguida, marque suas estrelinhas.

Esta publicação Samambaia-Canguru, Beleza E Versatilidade Para Vasos Suspensos foi referenciada primeiro no blog Terragam.

Visited 95 times, 1 visit(s) today